Luiz M. Calegari

Cada Click é um Mundo

Get Adobe Flash player

ESTUDO DA FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL POR MEIO DE MAPAS – Aprendizagem 3  -  7º ANO

Leitura e análise de mapa

Os mapas são representações gráficas muito antigas e eram feitos mediante crenças religiosas, em seu início, depois foram evoluindo e sendo confeccionados de acordo com relatos de viajantes. O Mapa Planisfério de Ptolomeu, 1486 é um exemplo de que eram feitos levando-se em conta as crenças religiosas. Os territórios representados nos mapas em seu inicio também eram muito diferentes do que são hoje, exemplo do Brasil, os primeiros mapas mostravam um Brasil muito menor e com uma formação diversa da que conhecemos atualmente.

No Planisfério de Ptolomeu, 1486, mapa mundo da época, somente os continentes europeu, asiático e africano eram conhecidos.

Até as molduras dos mapas tinham algum significado, neste que estamos analisando, da página 20 do caderno do aluno volume 2, na moldura estão representados os Deuses do Vento, na representação podemos observar pessoas soprando, e ainda podemos identificar outros elementos como as Cartas de Navegação, como por exemplo, a direção dos ventos.

No mapa da página 21 Planisfério de Wytfliet (detalhe), 1597, ainda com muitos poucos detalhes, mas podemos identificar alguns elementos ali presentes como Rios, Montanhas e parte do Litoral. Além destes temos ainda a Bacia Amazônica e Bacia do Prata.

Os mapas são feitos para nos darem informações dos territórios que representam, de forma que poderemos saber o que encontrar mesmo antes da visita propriamente, entre um mapa e outro do mesmo território em determinados intervalos de tempo podemos acompanhar a evolução da área que no geral ocorriam de forma lenta na maioria dos casos. Já entre o curto intervalo de tempo entre o Planisfério de Cantino 1502 e o Terra Brasilis, 1519 de Lopo Homem, mesmo sendo um curto período os portugueses puderam verificar mudanças como: No caso do planisfério de Cantino, é possível identificar o traço da linha de Tordesilhas, que dividia as possessões das novas terras e as que porventura fossem descobertas pela Espanha e por Portugal. Do novo continente já estão traçados, dentro da precisão da época, o perfil atlântico do Brasil e, de forma bem detalhada, as ilhas do Caribe. Trata-se de uma carta náutica na qual é possível observar o traço da direção dos ventos em toda a superfície representada. No mapa de Lopo Homem, também há os rumos dos ventos, mas o detalhamento das informações da costa brasileira é muito maior, inclusive com a indicação dos nomes de inúmeras localidades.

Nesses dois mapas, tecnicamente chamados de iluminuras podemos destacar algumas ilustrações ornamentais como: As iluminuras complementam as informações mais precisas do mapa com uma série de aspectos pitorescos como naus, caravelas, cidades, homens e animais, desenhados de maneira figurativa.

Nesses mapas também estão traçados os pontos extremos do avanço português, tanto para o norte como para o sul relacionando o mapa Terra Brasilis com o Planisfério de Wytfliet, analisado na atividade anterior, página 21 do caderno do aluno volume 1,  identificaremos como pontos extremos a foz do Amazonas, ao norte, e a foz da Bacia do Prata, ao sul, ambas representadas no mapa por uma bandeira do Império. Esses pontos podem ser identificados mesmo os nomes dos rios não constarem do mapa.

Desafio!

As iluminuras são desenhos decorativos com figuras humanas, plantas e animais exóticos.

Imagine que você é um viajante português do início do século XVI e, com base nos elementos

expressos no Planisfério de Cantino, 1502 e no mapa Terra Brasilis, 1519, resolveu escrever

uma carta para um amigo de Portugal. Para isso, considere o seguinte roteiro:

* Defina quais são os personagens envolvidos na situação contada;

*Narre alguns acontecimentos que ocorreram na viagem;

*Descreva as paisagens observadas ou o ambiente onde ocorreu a situação;

*Acrescente iluminuras dessas personagens e paisagens.

Escreva sua carta em uma folha avulsa.


A carta a seguir retrata as condições sob as quais os portugueses viviam nas localidades distantes do litoral no começo do século XIX. Identifique alguns elementos da narrativa, de acordo com o roteiro a seguir.

Contato entre brancos e índios

[...]

Conjunto documental: Coleção de memórias e outros documentos sobre vários objetos

Notação: Códice 807, vol. 11

Datas-limite: 1768-1822

[...]

Data do documento: 18 de dezembro de 1820

Local: Quartel-general de Cuiabá

[...]

Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor,

Pela carta inclusa, que tenho a honra de levar à presença de V. Excelência e que me remeteu o padre Lopes, verá V. Excelência o acontecimento, que teve com os índios Tapanhonas, por cujo motivo retrocedeu, e tentou ir ao Juruína em busca da prata; porém um homem, que foi na mesma Bandeira, e que veio aqui falar-me [...] diz, que o padre não quisera ficar ali, por se temer dos índios Tapanhonas, porque [...] mandando ele uma porção de gente na aldeia dos Tapanhonascom foices e machados, para os brindar, e também com algumas miçangas, que daqui se lhe haviam mandado, não encontraram na dita aldeia senão mulheres, as quais fugiram imediatamente [que] os viram; e eles vendo, que elas se retiravam, deixaram dependurados os donativos que levarão, para lhes fazer ver que iam de paz e não para os ofender, porém isso de nada serviu, porque no outro dia apareceram mais de quinhentos e muito bem armados, todos cobertos de penas magníficas, homens de grande estatura, [...] e pensando eles, que vinham agradecer o donativo, foi pelo contrário, porque imediatamente fizeram um grande círculo e entraram a disparar flechas, chegando a distância dela passos, pelo que se viram obrigados a pegar nas armas, e fazer-lhes algum fogo, em que morrerão alguns índios; e pelo muito que se aproximavam vieram no conhecimento que eles não conheciam ainda armas de fogo. [...]
Arquivo Nacional. História luso-brasileira. Disponível em:
<http://www.historiacolonial.arquivonacional.gov.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=268&sid=52>. Acesso em: 17 maio 2013.

Após a leitura vamos identificar quais são os personagens envolvidos na situação, nesse caso temos: Padres, Bandeirantes e Índios. 

Esta carta traz o que ocorreu naquele episódio, bem como onde e quando ocorreu o fato.

O autor da carta escreve para seus superiores a respeito do receio de um padre de viajar por alguns caminhos onde vivem índios hostis aos portugueses. Segundo relato do padre, quando houve a tentativa de aproximação, os desbravadores foram atacados pelos índios, o que exigiu o uso de armas de fogo. Espera-se que os alunos percebam que a ocupação portuguesa no interior da América não foi pacífica. E que o fato ocorreu nas proximidades de Cuiabá, em 1820.

Lição de Casa

Como síntese do estudo do Mapa das Cortes, 1749 da página 28 do caderno do aluno volume 1, e do Mapa geográfico da América Meridional, 1775 da página 29 do caderno do aluno volume 1, elabore um texto em seu caderno sobre a formação territorial do Brasil, explorando os seguintes aspectos:

-A importância dos mapas para a consolidação das posses portuguesas;

-Os principais caminhos adotados na exploração do interior do continente;

-Exemplos de acidentes geográficos utilizados para a demarcação do território brasileiro

VOCE APRENDEU?

Leia o texto:

[...] de maneira que, quando o batel chegou à boca do rio, já lá estavam dezoito ou vinte

[homens]. Pardos, nus [...]. Nem fazem mais caso de encobrir ou deixar de encobrir suas

vergonhas do que de mostrar a cara. [...] Parece-me gente de tal inocência que, se nós entendêssemos a sua fala e eles a nossa, seriam logo cristãos, visto que não têm nem entendem

crença alguma, segundo as aparências. [...]

Carta de Pero Vaz de Caminha, 1500 (trecho selecionado). Carta a El-Rei D. Manuel, Dominus. Texto proveniente de:

A Biblioteca Virtual do Estudante Brasileiro. Texto-base digitalizado por: NUPILL – Núcleo de Pesquisas em Informática,

Literatura e Linguística – Universidade Federal de Santa Catarina. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/

download/texto/bv000292.pdf>. Acesso em: 17 maio 2013.

Vocabulário

Batel: antiga embarcação pequena.
Vergonhas: os órgãos sexuais humanos.


Após a análise do documento acima, que descreve o encontro entre os primeiros habitantes do

Brasil e o colonizador europeu, é correto afirmar que:

a) o europeu concordava que o índio seguisse a sua própria religião.

b) o europeu considerava-se culturalmente superior ao índio.

c) os povos indígenas e os europeus tinham a mesma cultura.

d) o primeiro encontro entre as culturas indígena e europeia foi hostil.

O QUE EU APRENDI:

Neste capítulo aprendemos sobre:

-Quais eram os critérios usados para que um mapa fosse feito;

-Quais porções da superfície terrestre era conhecidas No Planisfério de Ptolomeu, 1486;

-Que os mapas vão mudando seus aspectos de acordo com o que ocorre no território representado;

-Que o Brasil ao ser descoberto tinha uma configuração muito diferente da atual;

-Que os rios foram importantes na formação do território, principalmente as bacias dos rios Amazonas e Prata;

-Que apesar da convivência pacífica em alguns casos, os portugueses sempre se consideraram superiores aos povos indígenas.

Fontes:
Caderno do Aluno Volume 1
Caderno do Professor Volume 1
Professor:  Luiz Maximo Calegari

Login