Luiz M. Calegari

Cada Click é um Mundo

Get Adobe Flash player

GLOBALIZAÇÃO:

 

    Globalização é o processo de constituição de uma economia mundial, acelerado ultimamente conforme se desenvolvem novas tecnologias aplicadas não somente na indústria como serviços e comércio, infra-estrutura, e atividades diversas de apoio, sejam de segurança ou logístico, através da integração dos mercados nacionais e do aprofundamento da divisão internacional do trabalho. Os agentes da globalização são os fluxos de mercadorias, capitais e informações que atravessam as fronteiras nacionais e criam um espaço mundial de transações. 

    O PROCESSO DE GLOBALIZAÇÃO, que assistimos atualmente fundamenta-se na redução praticamente total das barreiras entre os mercados nacionais. O comércio internacional cresce a taxas tão altas que vem atropelando o crescimento da produção, e amplia cada vez mais o peso do mercado externo na dinâmica das economias nacionais. Os fluxos de capitais de investimentos produtivos como os financeiros expandem-se de forma inédita e desenvolvem-se numa velocidade jamais vista. Os fluxos de informações, estruturados por redes públicas e privadas, criam espaços virtuais ignorando as fronteiras políticas. 

A EMPRESA MULTINACIONAL HOJE

Uma empresa multinacional é uma empresa que está presente em mais de um país, ou seja, que opera ou fabrica em vários países diferentes. 

As multinacionais surgiram no final do século XIX, mas conseguiram realmente se desenvolverem após a Segunda Guerra Mundial. 

As empresas multinacionais hoje exercem grandes influências no comércio mundial.

Estas empresas mantêm seus centros de decisão financeiros em paraísos fiscais, para se livrarem de impostos nos seus países de origem, além disso, as multinacionais alteram seus balanços patrimoniais nos países onde eles têm matrizes. 

Este tipo de corporação, instala-se produz e vende seus serviços em vários países no mundo e por causa de sua economia de grande escala, busca sempre obter custos relativamente baixos e o maior lucro possível.

Alguns exemplos de empresas multinacionais são: A Coca-Cola, IBM, Nestlé, Volkswagen, Esso, Sony e etc. 

Definições de Multinacionais e seus limites

Segundo R. Vernos, Multinacional seria aquela empresa com filiais industriais em pelo menos 6(seis) países, depois sob pressão dos principais países de origem dessas companhia caiu para dois, e depois para um só. 

C.A. Michalet, apresenta a companhia multinacional como uma empresa (ou grupo), em geral de grande porte, que, a partir de uma base nacional, implantou no exterior várias filiais, em vários países, seguindo uma estratégia e umas organizações concebidas em escala mundial. Nas quais segundo Michalet havia três tipos de estratégia: 

Estratégias de aprovisionamento: Setor primário = recursos minerais energéticos ou agrícolas, nos países do chamado terceiro mundo. (Coloniais ou semi-coloniais). 

Estratégias de Mercado: (com filiais intermediárias), chamada enfoque multi-doméstico. 

Estratégia de produção racionalizada: (produção integrada internacionalmente) = filiais montadoras. 

A Amplitude da Constituição das Multinacionais como Grupo

Na formulação sugerida por F. Morin(1974), grupo é o conjunto formado por uma matriz e as filiais controladas por ela. Com a matriz sendo o centro das decisões financeiras e as firmas sob seu controle não passam de empresas que exploram alguma atividade. 

A estratégias tecno-financeira e as multinacionais “novo estilo”.

-Segundo Michalet, no final de seu livro anuncia uma quarta estratégia = Técno Financeira, seria uma forma de internacionalização baseada nos ativos intangíveis da companhia, no seu capital humano, que é o resultado de uma evolução das atividades das companhias do exterior, passando da produção material para o fornecimento de serviços. Valorizando todos os setores onde for possível aplicar suas competências tecnológicas. À estas companhias J.H.Dunning mais tarde chama de multinacionais novo estilo.

As novas formas de investimento

As novas formas de investimentos geralmente feitos em ativos imateriais, como Know-how de gestão, as licenças de tecnologias, o franchising e o leasing, ou atribuição de uma parte da comercialização, e também investimentos no mercado de capital. Há “as empresas que investem com “espírito empreendedor” e as que realizam ‘investimentos rentistas” ambas com interesse que os resultados sejam bons.

Login