Luiz M. Calegari

Cada Click é um Mundo

Get Adobe Flash player

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 6 - 6º Ano - Orientação relativa: A Rosa dos Ventos

 

Os movimentos de rotação e translação da Terra, os Pontos cardeais e o Movimento Aparente do Sol.

Muitos povos e civilizações antigos acreditavam que a Terra era o centro do universo e que o Sol girava em torno dela. Nós que vivemos em meio ao universo tecnológico também temos a impressão que o sol girae isso ocorre em função das grandezas e da velocidade dos movimentos terrestres, é que realmente a Terra está parada, de que ela é estática. Por isso, o arco que vemos do Sol – primeiro a leste, depois sobre nossas cabeças e então desaparecendo a oeste – nos dá a impressão de que ele se movimenta ao redor da Terra, mas na verdade é o contrário.

A partir do movimento aparente do Sol, ou seja, essa impressão que temos de o sol girar em torno da Terra, chamado de movimento aparente do Sol é uma referência que permite identificarmos os pontos cardeais. Se a janela do lado esquerdo da classe, na posição do aluno, estiver voltada para onde nasce o Sol, esse lado será o leste; o lado contrário, o oeste; à frente, o sul; e atrás, o norte. Mas, o exercício correto é: ficar de forma que de braços abertos o direito fique para o lado que o sol nasce, o esquerdo para onde o sol se põe e nossa frente será o norte e atrás será o sul.

Dessa forma poderemos facilmente identificar as cidades que ficam ao norte da que você mora e outras três cidades situadas ao sul. Para quem mora em São Paulo e a partir da escola estadual Orestes Guimarães temos:

Norte: Francisco Morato, Franco da Rocha, Caieiras, Mairiporã.

Sul: São Caetano do Sul, Diadema, São Bernardo do Campo.

A figura do movimento aparente do sol do caderno do aluno, mostra à direita o ponto onde o Sol aparece pela manhã e depois a trajetória que percorre: meio-dia está no topo e, ao anoitecer, desaparece, à esquerda.

Todos nós já percebemos essa troca de posição, pois a cada hora que passa o sol está numa posição diferenteaté que ao anoitecer desaparece no horizonte no lado oeste.

Aqui no bairro do Brás, tomando por base os portões de entrada da EE Orestes Guimarães, veremos que o sol nasce bem à frente dos portões, assim a entrada da escola está para o lado leste e os fundos para oeste, que é onde o sol se põe.

Você, com certeza tem a impressão que o sol está girando, porque nossa posição sobre a superfície terrestre é fixa e o sol a cada momento está numa outra posição, isso se dá porque acompanhamos com a terra o seu movimento de rotação.

O Movimento de translação da Terra está representado na figura da página 39 do Caderno do Aluno, onde temos o sol no centro e figuras da terra em quatro posições representando o local onde ela está, em relação ao sol, em cada uma das estações do ano.

O movimento da Terra em torno do Sol, chamado de translação. Nesse movimento a terra da uma volta em torno do sol a cada ano, ou seja, 365 dias e 6 horas.

No movimento de translação, a Terra percorre uma órbita em torno do Sol no sentido anti-horário e com um eixo inclinado. Por conta disso, os raios solares não incidem igualmente ao longo do ano nos Hemisférios Norte e Sul, provocando as estações do ano. Em determinado momento, o Hemisfério Sul está mais exposto aos raios solares e, em outro, é o oposto que ocorre.

Essas diversas posições da Terra em relação ao Sol no decorrer do ano explicam as diferentes intensidades da chegada de energia calorífera nos dois hemisférios latitudinais da Terra (o Sul e o Norte). A distribuição diferenciada dessa energia implicará o que chamamos estações do ano, ou seja, Inverno, Primavera, verão e Outono.

A figura da página 40 do caderno do aluno mostra um dos movimentos da Terra, Trata-se do movimento da Terra em torno de seu próprio eixo, conhecido como movimento de rotação, que tem a duração de 24 horas, mais exatos ( 23h56 ).

Note que na figura estão representados a noite e o dia. Há uma relação entre esse movimento da Terra e a impressão de que o Sol está mudando de posição durante o dia, porque durante o período de 24 horas (23h56) que dura o movimento de rotação, parte da Terra fica exposta ao Sol (dia), enquanto a parte oposta do planeta não é iluminada por ele (noite).

Nessa figura podemos identificar também os Polos Sul e Norte e as posições leste e oeste, e que, o sol transita de forma que a maior luminosidade, incidência dos raios solares se dá dentro da faixa tropical da Terra.

Para representar os pontos cardeais basta posicionarmos de forma que nosso braço direito fique para o lado que o sol nasce, teremos assim; o Leste do lado direito, o Oeste do lado esquerdo, o Norte na nossa frente e o Sul atrás. Existem outro pontos como os colaterais, subcolaterais e outros, nesse caso a melhor forma de representa-losé usando a Rosa dos ventos, como mostra a figura da página 41 do caderno do aluno.

Hoje temos aparelhos que nos mostram esses pontos como: Bussola e GPS, mas, quando não estão presentes temos que usar os meios que acima descrevemos.

Observando um mapa do estado de são Paulo você verá que o município de Iguape está a Nordeste deCananeia e a leste de Registro; Marília está a Nordeste de Assis e a sudoeste de São José do Rio Preto;

Fernandópolis e Ituverava estão situadas no Norte do Estado de São Paulo, se a posição partir daqui da Capital, fica um pouco a Noroeste; Teodoro Sampaio fica no Oeste do estado de São Paulo, também a Sudoeste, se partindo da Capital.

Aprendemos que o movimento de rotação da Terra é o movimento da Terra em torno de seu próprio eixo, responsável pelos dias e pelas noites. Cada volta leva 23h56 para ser concluída. Esse movimento é comum a todos os planetas, que giram em velocidades distintas, mas têm forma arredondada por conta desse fenômeno. A translação consiste no movimento da Terra em torno do Sol e tem duração de 365 dias e 6 horas.

 

FONTES:

Caderno do Aluno Volume 1

Caderno do Professor Volume 2

Login