Luiz M. Calegari

Cada Click é um Mundo

Get Adobe Flash player

Aprendizagem 2 - AS FLORESTAS BRASILEIRAS - 6ª Série - 7º Ano

 

Qual a dinâmica e quais os vetores responsáveis pela degra­dação das formações florestais brasileiras, em especial a Mata Atlântica e a Floresta Amazônica? Quais as conseqüências desse fenômeno?

 

No caso da Mata Atlântica, a história da devastação começou com a chegada dos portu­gueses: somente no século XVIestima-se que o comércio de pau-brasil tenha provocado a derrubada de pelo menos 2 milhões de árvores. No decorrer da colonização, grandes extensões da Zona da Mata nordestina cederam lugar às plantations canavieiras. No século XIXfoi a vez de as fazendas de café se espalharem pelo vale do Rio Paraíba e pelos planaltos recobertos do oeste paulista, expulsando a floresta. Desde então, importantes núcleos urbanos e industriais ergueram-se nas áreas originalmente ocupadas pelos ecossistemas florestados. O agravamento dos processos erosivos nas encostas, agora des­nudadas, é uma das conseqüências mais eviden­tes do desflorestamento. Em áreas urbanas, o deslizamento das encostas em períodos chuvosos pode resultar em verdadeiras tragédias, já que milhares de famílias vivem nessas encostas.

 

O desmatamento na Amazônia, por sua vez, reflete o avanço da fronteira agropecuária. Os ecossistemas florestados dão lugar a pasta­gens ou campos de cultivo, principalmente de soja, processo acelerado pela abertura de novas estradas. Os vetores de ocupação configuram "arcos de devastação" no Tocantins, sul do Pará, Maranhão, Mato Grosso e Rondônia.

 

A retirada da vegetação acelera os processos erosivos, que podem causar sulcos no solo, e colabora com os deslizamentos de blocos de terra: as raízes das plantas fixam as partí­culas que formam o solo, reduzindo a intensidade de seu transporte pelas águas das precipitações. Quando observamos uma imagem (página 17 do caderno do aluno) que apresenta uma clareira (buraco) numa floresta, devemos associar com a devastação do ecossistema e com a perda de suas características originais.

 

No Brasil há muitos exemplos da degradação das florestas provocadas pela ação humana. A imagem da página 19 do caderno do Aluno 2º Semestre retrata uma área

onde o desmatamento em uma área de Floresta Equatorial resultante da exploração madeireira. Diversas consequências desse fenômeno podem ser lembradas, entre elas, a perda da biodiversidade e a maior exposição dos solos aos processos erosivos, além de mudanças no microclima.

 

Na página 20 está representada uma área de floresta onde  também é uma imagem de desflorestamento para extração madeireira, com as consequências já mencionadas; note-se, porém, o contraste entre a floresta e a área desmatada.

 

Na página 21, temos um exemplo típico da retirada da vegetação para as práticas agrícolas e também para pastagem do gado, onde, as atividades inadequadas provoca a aceleração dos processos erosivos, que podem empobrecer e causar sulcos no solo.

 

Na Página 22, a retirada da vegetação da encosta e a realização de corte vertical no solo para construção de moradias mostra claramente o que os meios de comunicação tem noticiado com freqüência nas épocas de chuva,  os deslizamentos de terra. Aqui podemos entender a importância das raízes  das plantas como fixadoras do solo e o quanto as alterações da encosta podem torná-las suscetíveis a movimentos de massa, deixando, muitas vezes, moradores sob risco de soterramento.

 

As conseqüências da retirada da cobertura vegetal original são principalmente perdas de biodiversidade, degradação do solo e o aumento da incidência do processo de desertificação, erosões, mudanças climáticas e na hidrografia.

 

Sabemos que a amazônia é a maior floresta do mundo, tem escala e dimensão singulares e superlativas. A grandiosidade e singularidade da Amazônia, que ocupa uma vasta extensão territorial é responsável por abrigar uma  enorme biodiversidade.

 

No último século o desflorestamento da Amazônia vem se intensificando décadas após décadas, o desmatamento ocorre em virtude da exploração da madeira e das atividades agropecuárias.

 

Essa exploração da madeira e o avanço das fronteiras agrícolas que se verifica no território Amazônico é muito preocupante, porque o bioma Amazônia abriga paisagens e ecossistemas bastante diferenciados, que incluem manguezais, florestas úmidas e secas, pântanos e savanas. daí a afirmação de que existem várias Amazônias.

 

Bioma: Mata Atlântica

Considerada um dos biomas mais ameaçados do planeta, aMata Atlânticaé o domínio de natureza mais devastado do Brasil.

Ela estende-se do Piauí ao Rio Grande do Sul e sua extensão original correspondia a, aproximadamente, 15% do território nacional. A Mata Atlântica avançava profundamente pelo interior.

Hoje,  no entanto, a intensa devastação desse bioma para plantação de cana-de-açúcar, café, mineração e outras atividades econômicas reduziu drasticamente essa cobertura vegetal, restando, atualmente, apenas 7% da mata original, localizada principalmente na Serra do Mar. Extensão atual: 1% do território nacional. São 500 anos ininterruptos de ocupação sem a menor preocupação ambiental e que levaram a Mata Atlântica a sua quase extinção total.

 

Mata Atlânticaé composta por um conjunto de fisionomias e formações florestais, com estruturas e interações ecológicas distintas em cada região, ela está na faixa de transição com os mais importantes biomas do Brasil: caatinga, cerrado, mangues, campestres e planaltos de araucárias. Seu clima predominante é o tropical úmido, no entanto, existem outros microclimas ao longo da mata. Apresenta temperaturas médias elevadas durante o ano todo e a média de umidade relativa do ar também é elevada. As precipitações pluviométricas são regulares e bem distribuídas nesse bioma. Quanto ao relevo, é caracterizado por planaltos e serras. Ecossistemas presentes: campos de altitude, mata de encosta, mata de planície costeira, manguezal e ambiente marinho costeiro.

 

A importância hidrográfica da Mata Atlântica é grande, pois essa região abriga sete das nove maiores bacias hidrográficas do país, entre elas estão: Paraná, Uruguai, Paraíba do Sul, Doce, Jequitinhonha e São Francisco. Esse bioma é um dos mais ricos do mundo em espécies da flora e da fauna. Sua vegetação é bem diversificada e é representada pela peroba, ipê, quaresmeira, cedro, jambo, jatobá, imbaúba, jequitibá-rosa, jacarandá, pau-brasil, entre outras. Esses dois últimos (jacarandá e pau-brasil) são o principal alvo da atividade madeireira, fato que ocasionou sua redução e quase extinção. Importância da preservação: além de ser um valioso patrimônio genético, o bioma exerce influência sobre o regime hídrico, o clima e até mesmo sobre a fixação das encostas.

 

O Mapa da página 27 do Caderno do aluno 2º Semestre mostra as mudanças ocorridas nas áreas recobertas originalmente pela Mata Atlântica, com o avanço de práticas de agricultura intensiva, que implicam o desmatamento em grande escala, e com a ampliação das manchas urbanas.

 

Aplique seus conhecimentos e responda:

1) - O que contribui para explicar as mudanças nas áreas recobertas originalmente pela Mata Atlântica?

a)-O estabelecimento de Unidades de Conservação de Uso Sustentável.

b)-A ocorrência de grandes catástrofes naturais, como os deslizamentos.

c)-O desmatamento para o plantio de cana-de-açúcar e de café e a elevada urbanização.

d)-A presença de inúmeros grupos caiçaras, quilombolas e indígenas.

 

2) - Sobre a perda da diversidade biológica no mundo, é correto afirmar que:

a)-a ciência já estocou as espécies naturais e as está estudando, razão pela qual não são necessários tantos investimentos para sua preservação na natureza.

b)-as florestas foram removidas e espécies foram destruídas, porque isso era sinônimo de progresso, mentalidade esta que já não existe mais.

c)-a agricultura moderna (o agronegócio) no Brasil não constitui mais uma ameaça à diversidade biológica.

d)-a remoção das florestas tropicais é o que mais preocupa nessa questão da perda da diversidade de espécies animais e vegetais.

 

Fontes:

Caderno do Aluno 2º Semestre

Caderno do Professor 2º Semestre

http://www.brasilescola.com/brasil/mata-atlantica-1.htm

http://professoracelinammr.blogspot.com.br/search/label/6a.%20s%C3%A9rie%20-%203o.%20bimestre

Login