Luiz M. Calegari

Cada Click é um Mundo

Get Adobe Flash player

Aprendizagem 2 - DESMATAMENTOS, POLUIÇÃO DOS RIOS E DA ATMOSFERA - 8º Ano

 

DESMATAMENTOS:  Esta atividade  é antiga, mas para nosso tempo, o cronológico, apesar do homem ser recente na face da terra, comparado com a idade do Planeta, o desmatamento surgiu quando o homem descobriu a agricultura, vendo que diversos produtos se plantados de forma ordenada poderia produzir muito mais, viu a necessidade de limpar áreas de matas, para o cultivo agrícola. Apesar de ser uma atividade de violenta agressão ao meio ambiente ela se expandiu descontroladamente no século XX. Com a necessidade de aumentar a produção de grãos,  devido o aumento acelerado da população, a abertura de estradas para atender a população e escoar a produção, surgimento de novas cidades, os projetos que visavam a integração nacional implementados nos governos militares, o avanço da pecuária e da agro indústria, foram fatores determinantes do processo de desmatamento. O desmatamento polui a atmosfera, os rios, é um efeito em cascata, onde ocorre assoreamento dos rios, poluição do solo e das águas e da atmosfera pelas queimadas.

 

CONSEQUÊNCIAS: Poluição da atmosfera devido as queimadas; assoreamento e até extinção de nascentes; assoreamento de córregos, rios e lagos, pois mesmo as matas ciliares não tem sido respeitadas; erosão do solo que as vezes o torna inviável até para a agricultura; processo de desertificação, formando imensos mantos de areia que também inviabiliza a agricultura; empobrecimento do solo devido as intensas atividades agrícolas; contaminação do solo, das nascentes, córregos, rios e lagos com produtos químicos como pesticidas, herbicidas e inseticidas; surgimento de novas pragas ou aumento descontrolado das que já existem, que atacam as lavouras devido a quebra do controle biológico, inundações de áreas vizinhas ou da própria devido a falta de contensão das águas e impermeabilização do solo causada por equipamentos agrícolas e diminuição da umidade relativa do ar e das chuvas, entre outros.

 

EXPLORAÇÃO MINERAL: Outra atividade de agressão ao meio ambiente que além de desmatar grandes áreas, também o solo e a água sofre as conseqüências com poluição, erosões, assoreamentos e os reflexos podem ser sentidos em locais bem distante, principalmente quando a água é contaminada por substâncias usadas na lavra são altamente tóxicas. É o caso do mercúrio utilizado na lavra do ouro, que freqüentemente contamina os cursos d’água e o solo por longos períodos.

 

CONSEQUÊNCIAS: Nas áreas de garimpos as conseqüências ambientais são muito mais diretas e muito graves, como: Contaminação das águas, tanto as correntes como o lençol freático, o que as vezes pode ser até inviável a recuperação destas áreas; as erosões agridem o solo de forma direta com as escavações desordenadas que altera totalmente o solo da região; antes destas vem o desmatamento da área;  abertura de estradas e aeroportos que também provoca o desmatamento; invasão de áreas preservadas ou reservas florestais e indígenas e povoamento desordenado da região levando conflitos e doenças para aquela área.

 

ÁGUA: Esta é um dos bens mais preciosos que possuímos. Parece banal, é só abrir a torneira e temos água sem parar, parece que está sobrando, temos imensos rios e lagos, nascentes para todo lado, a impressão que temos é a de que a água está sobrando em todo o mundo, veja o tamanho dos mares e oceanos. É verdade, temos muita água e esta provavelmente jamais acabará, mas o problema é a quantidade de água própria para o consumo, tanto dos humanos como dos animais.

 

Segundo pesquisas, mais de 1 bilhão de pessoas em todo mundo não tem acesso regular à água potável. Pare, pense, quantos litros de água você e seus familiares consomem cada um? Será que o faz de forma correta?

 

O Brasil está numa situação privilegiada, tem 12% de toda água potável superficial do Planeta, mas só a Região Amazônica derrama no 78 % desta água. A Região Sudeste tem apenas 6% dessa água, tem de suprir com água quase metade da agricultura irrigada do país e atender cerca de 80 milhões de habitantes, além das intensas atividades pecuárias e industriais.

 

A coleção de mapas da página 22 do Caderno do aluno 2º semestre nos mostra como está distribuída no mundo a água doce, podemos observar que é bem irregular, há lugares onde existe populações vivendo em estado de penúria devido a falta de água. Os países são afetados desigualmente.

 

O mapa de 1995 mostra que diversos países já enfrentaram situação de escassez de água (estresse hídrico ou estado de penúria), enquanto outros ainda apresentavam uma situação confortável em termos de disponibilidade hídrica. O crescimento das concentrações humanas e das atividades produtivas provocou um aumento da vulnerabilidade dos países em relação à disponibilidade de água.

 

A comparação entre os mapas de 1995 e 2025 permite perceber que o estado de disponibilidade de água tende a se agravar principalmente em alguns países da Europa, no Oriente Médio, na Ásia Central e na Índia. Além disso, vale ressaltar que o estado de penúria dos países do norte da África tende a se tornar cada vez mais grave.

 

ATMOSFERA: No atual contexto social esta palavra quando mencionada vem logo em nossa mente a poluição do ar, faz parte do meio ambiente e este é um tema constante. Apesar da polêmica entre alguns pesquisadores, uns dizendo que o Planeta está se aquecendo, outros dizem que é exatamente o contrário, a verdade é que a poluição atmosférica está aumentando e principalmente pelos chamados gases estufa, por serem substâncias gasosas que prendem uma quantidade maior de raios infra vermelhos, que em outras situações seriam refletidos de volta para o universo. Estes raios são importantes para a manutenção da vida, pois mantém o planeta aquecido, o problema é esta temperatura aumentar muito e quebrar o equilíbrio natural, além de que grandes quantidades destes gases serem prejudiciais à nossa saúde.

 

Na página 23 do caderno do aluno tem uma tabela mostrando três gases de efeito estufa e suas concentrações.

 

Percebemos que o gás de efeito estufa mais emitido em atividades humanas nos últimos cem anos é o dióxido de carbono, uma vez que a matriz energética que moveu o processo de industrialização teve por base os combustíveis fósseis.

 

O gases de efeito estufa emitidos em atividades humanas que podem ser considerados os mais efetivos para o aquecimento da atmosfera são os gases CFC. Além de seu potencial de destruição das camadas de ozônio, que protegem a superfície terrestre dos raios ultravioleta, eles absorvem e conservam 10 mil vezes mais energia solar do que o CO2 .

 

CALEGARI, Luiz Maximo. Licenciado em Geografia pela FEF - Fundação Educacional de Fernandópolis – SP – Pós Graduado em Docência do Ensino Superior

Palavras chaves: Desmatamentos, poluição, Atmosfera, Águas, Contaminação, Ambiente, Natureza

 

FONTES: Caderno  do aluno 7ª Série 8º ano

                  Caderno do Professor 7ª Série 8º ano

Saraiva S/A Livreiros Editores, São Paulo, 2011

Geografia espaço e vivência:  a organização do espaço brasileiro, 7º ano /Levon Boligian... [et AL.]. – 3. Ed. Reform. – São Paulo: Atual, 2009

http://pt.wikipedia.org/wiki/Efeito_estufa

http://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_da_Regi%C3%A3o_Sudeste_do_Brasil

http://www.portalodm.com.br/o-brasil-tem-12-da-agua-doce-do-planeta--n--338.html

Login